A menina e a sapatilha,

O menino e a chuteira

Quem disse que futebol não é coisa de menina?

Esta aqui é vidrada em futebol. Torce, vibra, grita, chuta bolas imaginárias. Mas quando seus pais não aceitam sua vontade de se tornar jogadora, ela fica quase invisível, em seu cantinho. Até que um encontro faz com que nunca esqueça sua verdadeira vocação.

Outro encontro acontece neste livro: texto e ilustrações se encaixam e se complementam a partir de um projeto gráfico que torna este livro ainda mais envolvente.

De frente pra trás, de trás pra frente.

De trás pra frente, de frente pra trás. Palavras e imagens se encontram neste livro. Só mesmo um encontro feliz pode realizar desejos.

Às vezes os adultos não entendem os quereres das crianças. É preciso deduzir que, às vezes, seus desejos podem revelar verdadeiros talentos.

Esta é a história de um menino que dança, rodopia e quase flutua quando ouve música. Ele gosta de todas as coisas que os meninos gostam, videogame e praia. Mas o que ele quer mesmo é se tornar um bailarino.

Quem disse que balé não é coisa de menino?

Texto de apresentação de Cristina Villaça.

 

Sobre o livro:

Texto: Alex Andrade
Ilustração: Fabio Maciel
Apresentação: Cristina Villaça
Projeto gráfico: Patrícia Melo (Varal Editorial)
Editora Quase Oito