DESENHANDO DE FORMA ERRADA

 

A princípio, toda criança desenha. Antes do domínio da linguagem escrita e oral, o desenho é a principal linguagem de representação da realidade e do imaginário. Esse desenho primal é universal e está presente em todas as culturas. Com o tempo, o traço começa a ser adestrado e a linguagem gráfica deixada de lado por diversas razões. A oficina tem como proposta resgatar essa linguagem. Deixaremos de lado a autocrítica, a ideia de certo/errado, as técnicas acadêmicas e qualquer outra forma de controle (e autocontrole). 

 

A oficina será dividida em quatro partes: 
1) Apresentação. 
2) Desenho errado? 
3) Atividades individuais ou em grupos. 
4) Análise do material.

 

Material utilizado: EVA, almofada de carimbo, borracha escolar (para fazer carimbo), papéis usados e com texturas, revistas velhas, cola bastão, tesoura, lápis, caneta etc.

 

Bibliografia: (em breve)

 

Carga horária: (em breve)

 

Vagas: no máximo 15 pessoas.

Ilustração criada com a técnica de  recorte/colagem, reutilizando papéis com texturas.  O desenho faz parte do livro Artur seus medos, vol. 2, de Felipe Campos.